Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Vendas pré-Black Friday avançam 31%, para R$ 2,8 bilhões

Vendas pré-Black Friday avançam 31%, para R$ 2,8 bilhões

A categoria com maior faturamento no período “esquenta” foi a de eletrodomésticos, com 22% de participação

Por Daniela Braun

O varejo on-line faturou R$ 2,8 bilhões com vendas sete dias antes da Black Friday, o período de “esquenta” da promoção. O valor faturado entre os dias 18 e 24 deste mês, ficou 31% acima do registrado na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo um levantamento da consultoria NielsenIQ|Ebit.

Já em 2020, o faturamento de R$ 2,1 bilhões foi 41% superior ao dos sete dias de 2019, refletindo os efeitos da pandemia para o e-commerce.

A categoria com maior faturamento no período “esquenta” foi a de eletrodomésticos, com 22% de participação. Na sequência estão os segmentos de telefonia/celulares, com 19% de participação, e casa e decoração com 13%. Já os eletrônicos, que incluem smartphones e lideram as listas de mais desejados na Black Friday, ficaram com 9% do faturamento nos sete dias anteriores à data oficial da promoção.

Em volume de vendas, o e-commerce registrou 5,1 milhões de pedidos dos dias 18 a 24, uma soma 11% acima dos 4,6 milhões de pedidos registrados um ano antes, quando o varejo on-line observou uma alta de 23% sobre o volume de 2019.

O valor médio (tíquete) das compras ficou em R$ 533, valor 14% superior à média de R$ 466 nos sete dias que antecederam a Black Friday do ano passado.

O pico de faturamento do período foi de R$ 612 milhões em vendas, no dia 24, resultado 46% superior ao auge do “esquenta” Black Friday, no mesmo dia do ano passado, mostrando que o brasileiro fecha as compras mais perto da data oficial da promoção.

A promoção tem data marcada para esta sexta-feira (26), mas o varejo já abre sua programação na noite desta quinta-feira (25), incluindo shows com artistas e vendas de produtos em transmissões ao vivo pela internet. Veja a programação dos varejistas para a Black Friday deste ano.

O frete grátis foi mais usado na prévia da promoção este ano, em 52,8% das compras, de 18 a 24 deste mês, ante 51,3% no ano passado. Já o valor médio do frete pago aumentou, de R$ 37,70 na prévia do ano passado, para R$ 41,80 este ano.

Fonte: Valor Econômico