Twitter Facebook Linkedin
  • O varejo brasileiro está tomando novas dimensões, consolidando seu papel na cadeia de consumo. Ganhando musculatura financeira e ampliando suas margens, seja no negócio principal, seja em novas operações, o setor aprofundou suas transformações durante a pandemia. Segundo a nova edição do SNAPSHOT SBVC, relatório desenvolvido pela Lytics com exclusividade para a SBVC, o varejo de grande porte mergulhou de cabeça na digitalização, visando criar ou melhorar suas plataformas de vendas online.
    04 maio
  • A americana National Retail Federation –NRF, referência mundial em varejo, publicou agora no começo de Dezembro artigo onde lista as dez principais tendências para o varejo para o ano de 2021 e que, de forma resumida, são: DTC–Direct to Consumer, Transformação da cadeia de suprimentos, Livestreaming, Adoção de tecnologia robótica, Evolução dos Shopping Centers, Redução do toque, Social Commerce, Crescimento da manufatura on-demand, Transformação digital, Novas alternativas de consumo, e Privacidade. Muita coisa pra pensar, especialmente para aqueles que querem e precisam ajustar seus negócios para enfrentar os tempos desconhecidos que vêm pela frente.
    30 dezembro
  • Alguns números recentemente divulgados através de POF Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2018 do IBGE revelam a importância da renda na cadeia de consumo brasileira, além de explicitar a relevância de programas governamentais de complementação de renda e de suporte de subsistência às famílias. A Renda Disponível Familiar Per capita média no Brasil, em 2018, ficou em R$ 1.650,78, sendo que destes, R$ 379,97 eram renda não monetária em geral valores de bens e serviços adquiridos através de governos, instituições e outras famílias. Falamos de 23% da renda que só é conseguida através de provisão dada por organismos fora da família. A pesquisa apurou que a renda mínima para que a família chegue ao final do
    26 novembro
  • Intenção de Consumo das Famílias A CNC Confederação Nacional do Comércio realiza mensalmente diversas pesquisas e dentre elas a que procura medir a sensação das famílias em relação ao consumo de forma geral. Esta pesquisa é bastante ampla, cobrindo todas as regiões do Brasil e apoiada nas resposta de cerca de 18 mil questionários.
    29 outubro
  • A pergunta que fica no ar em tempos de pandemia é: o que está mudando na relação entre as marcas, produtos e canais com o consumidor? A resposta não é tão simples, mas algumas informações oriundas de pesquisas de mercado que vêm sendo realizadas podem ajudar a compreender. Confira mais nesta edição do SNAPSHOT SBVC.
    02 setembro
  • Foi divulgada pelo IBGE em Julho a PNAD Educação com dados relevantes sobre a educação no país. A boa notícia é que a população de pessoas com mais de 25 anos com ensino médio completo passou de 45% em 2016 para 48,8% em 2019, porém mais da metade da população (51%) de adultos não conclui esta etapa.
    04 agosto
  • O IBGE divulgou no final de Junho a Pesquisa Anual do Comércio (PAC) referente ao ano de 2018. Sabemos que muitos destes números hoje em dia não fazem tanto sentido, porém é fundamental conhecê-los, pois serão base de comparação para o que vem pela frente e podem nos ajudar a compreender melhor a evolução do varejo.
    30 junho
  • Muitas pesquisas estão sendo realizadas ao longo do período que estamosvivendo e diversos deles indicam como o consumo está se comportando. O Google divulgou agora em meados de Maio o seu estudo “Coronavírus: O mundo nunca mais será o mesmo” com diversos indicadores interessantes.
    26 maio
  • Em um ano marcado pela pandemia, o varejo brasileiro mais uma vez apresentou um desempenho bem superior ao do PIB, contribuindo para que os efeitos da Covid-19 não fossem ainda mais dramáticos. De acordo com o estudo “O Papel do Varejo na Economia Brasileira”, realizado anualmente pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), o chamado Varejo Restrito (varejo de bens de consumo, exceto automóveis e materiais de construção) fechou 2020 com uma expansão de 1,2%, contra um declínio de 4,1% do PIB. Este foi o quarto ano consecutivo de expansão do varejo, que desde 2016 vem superando o desempenho da economia como um todo. %
    22 abril
  • Entre as principais conclusões que o estudo identificou, é o aumento de 87% no investimento em Transformação Digital (0,73% sobre o faturamento bruto das empresas varejistas), segundo resposta dos varejistas entrevistados. Para as empresas do varejo, os investimentos em ferramentas utilizadas para a contribuição na transformação digital nas lojas físicas traduzem em melhora da experiência do consumidor, e também em auxiliar a tomada de decisão do consumidor. Esses investimentos em T.D., segundo os varejistas entrevistados, resumem-se em aumento do faturamento em vendas e aumento do engajamento do consumidor principalmente em canais digitais.
    28 março
  • O fluxo de consumidores no comércio do país está em baixa, conforme evidencia o mapeamento realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em parceria com a FX Data Intelligence – especialista em visão computacional dirigida por IA, fornecendo insights estratégicos para o varejo. O estudo destaca o comparativo de desempenho em relação a 2020 e ao mês anterior, evidenciando os reflexos do fechamento do comércio durante alguns meses da pandemia da covid-19. Houve queda de 33% no faturamento dos shoppings, de R$ 192,8 bilhões em 2019 para R$ 128,8 bilhões em 2020, além da diminuição do fluxo de pessoas, que passou de 502 milhões de visitas ao mês em 2019 para 341 milhões em 2020. Ressalta-se também a retração de 9,5% na geração de empregos diretos.
    25 fevereiro
  • Para a Black Friday 2020 o consumidor está animado, 73% dos entrevistados pretendem gastar mais do que a edição de 2019, porém esse número registra uma queda significativa de 16p.p. O consumidor também admite se planejar para as promoções (95%) e declara que vai pesquisar produtos e preços (97%).
    25 novembro
  • São Paulo, novembro de 2020 – Ferramentas de alavancas promocionais, que proporcionam fidelização do consumidor, vêm apresentando uma grande expansão, um movimento que foi impulsionado no pós-Covid. De acordo com o estudo “Alavancas Promocionais – na visão das empresas e dos consumidores”, desenvolvido pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) em parceria com a Toluna, fornecedora líder de insights do consumidor sob demanda, a adoção de ferramentas promocionais foi acelerada pela pandemia: 72% dos consumidores afirmam ter aumentado o uso desse tipo de ferramenta em suas compras online e lojas físicas.
    10 novembro
  • As mudanças de comportamento trazidas pelo Covid-19 fizeram com que os consumidores estejam mais satisfeitos com as experiências de compra online do que com as visitas às lojas físicas. O aumento das compras pela internet e a redução das idas aos pontos de venda tem causado uma migração de consumo para meios digitais, o que pode gerar transformações de longo prazo nas estratégias das empresas.
    30 outubro
  • Estudo realizado pela SBVC revela que 82% dos consumidores 60+ compram online: e desses, 18% compraram pela primeira vez na quarentena. 71% utilizaram smartphone e 46% aplicativos para as compras online.
    28 setembro
  • Ranking 300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro SBVC 2020
    Em mais um ano de crescimento lento da economia, as maiores empresas do varejo brasileiro superaram as expectativas e aumentaram sua participação de mercado. De acordo com a sexta edição do ranking “300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro”, desenvolvido pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo), a expansão das maiores empresas do setor foi de 9,9% em 2019, praticamente o dobro da alta de 5% do varejo como um todo.
    04 setembro
  • Os pagamentos móveis via app vêm apresentando uma grande expansão, um movimento que deverá ser impulsionado no pós-Covid pelo mundo low touch, que evolui na esteira das preocupações dos consumidores com sua saúde.
    03 setembro