Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Le Biscuit aumenta vendas após investir em segurança de rede

Le Biscuit aumenta vendas após investir em segurança de rede

Rede de varejo adota plataforma para garantir a segurança e a inteligência da rede em data centers em SP e Bahia

Por Redação

A Le Biscuit, grande rede varejista brasileira, completou 50 anos em 2018. Atualmente, a empresa conta com 2.300 funcionários e 150 lojas pelo Brasil. A primeira loja Le Biscuit surgiu em Feira de Santana, na Bahia, expandindo-se para outros 14 estados brasileiros.

Em 2020, a empresa iniciou sua jornada no universo digital com o lançamento de sua plataforma de e-commerce. A logística sempre foi um dos maiores desafios da organização e a chegada do comércio eletrônico, em maio daquele ano, trouxe ainda mais pressão, com a expectativa de prazos de entrega curtos e alta disponibilidade da plataforma.

Além disso, a segurança da informação se tornou uma preocupação crucial para a Le Biscuit. “Precisávamos de uma solução que oferecesse segurança adequada para dar suporte à evolução dos negócios. Escolhemos a Fortinet porque a plataforma nos dá a confiança e a tranquilidade de estarmos protegidos contra ameaças”, diz Adriano Silva de Lima, gerente de Tecnologia e Infraestrutura da Le Biscuit.

Infraestrutura para o crescimento de negócios

Com operações espalhadas pelo país, a Le Biscuit passava por dificuldades na gestão de sua infraestrutura tecnológica. Não havia gerenciamento centralizado ou controle sobre o que acontecia em sua rede interna. A empresa decidiu então implementar um FortiGate Next-Generation Firewall (NGFW) para garantir a segurança e a inteligência da rede em seu principal data center hospedado em São Paulo e em seu data center (DR) na Bahia.

Paralelamente a essas mudanças, a Le Biscuit precisava fortalecer a segurança e a estabilidade da comunicação de suas lojas com seu data center, bem como criar um plano de recuperação de desastres na Bahia, conforme implementado no site principal em São Paulo.

A empresa adicionou, assim, uma solução FortiGate Secure SD-WAN (software-defined wide area network) como forma de proteger e tornar mais resiliente a comunicação entre os data centers de São Paulo e da Bahia, e das 150 lojas até os dois data centers, garantindo que as informações estivessem sempre seguras e disponíveis.

O próximo passo da transformação digital da Le Biscuit foi a logística. O centro de distribuição da Bahia, localizado na cidade de Camaçari, apresentava falhas de conectividade, oscilações na rede Wi-Fi e baixa velocidade. Também não havia recursos de monitoramento e controle que facilitassem e auxiliassem o suporte de forma rápida e performática.

Em maio de 2020, com o lançamento da plataforma de comércio eletrônico, a empresa precisava otimizar tanto a segurança quanto a estabilidade de sua rede no centro de distribuição, para acompanhar todos os pedidos oriundos das transações on-line. Era preciso também garantir a estabilidade operacional da rede que apresentava intermitência em momentos críticos, impactando na performance da equipe. A TeleData, parceira da Fortinet, ajudou a Le Biscuit na análise da infraestrutura do centro de distribuição e no processo de implementação.

“Tínhamos uma tecnologia obsoleta que não atendia às demandas do negócio. Com o comércio eletrônico, ficamos mais expostos a vulnerabilidades e ataques, o que nos motivou a adotar as soluções Fortinet para estarmos protegidos e estáveis”, afirma Adriano.

A empresa renovou sua infraestrutura de conectividade no centro de distribuição com uma solução de acesso seguro composta por pontos de acesso FortiAP, switches FortiSwitch Secure Ethernet e FortiAntennas que ajudam a otimizar a cobertura e o desempenho geral da rede sem fio.

Um benefício adicional das implementações foi o aumento dos recursos para trabalho remoto, amplamente utilizado na pandemia da covid-19. O uso de redes privadas virtuais (VPNs) na solução Fortinet permitiu que os funcionários se conectassem de locais remotos por meio de links seguros. Agora, a equipe pode acessar informações com segurança e com uma conexão mais rápida, graças aos controles de rede implementados e ao gerenciamento de rede otimizado.

Melhorias que impactam na produtividade

Com o suporte da Fortinet e da TeleData, a Le Biscuit desenvolveu uma arquitetura de rede com alta disponibilidade e segurança. Agora é possível atender a mais pedidos diários do centro de distribuição, sem transtornos, o que também amplia a satisfação do cliente interno.

“Aumentamos significativamente a produtividade e, consequentemente, as vendas graças à estabilidade da plataforma de TI. A força da plataforma Fortinet nos permite fazer isso”, comemora Adriano.

Existia outra questão relacionada ao controle geral da rede. Anteriormente, a empresa não tinha uma visibilidade centralizada de suas operações e soluções instaladas. Era difícil gerenciar toda a infraestrutura de rede nas lojas, escritórios e centro de distribuição. Para unir todas as localidades em uma só rede, a Le Biscuit implementou o FortiGate Secure SD-WAN em todas as lojas.

O objetivo agora é levar a Fortinet à toda rede Le Biscuit totalizando 150 lojas, com implantação prevista para os próximos dois anos, e aplicar este padrão tecnológico em cada nova loja, permitindo à Le Biscuit uma gestão de rede unificada. A plataforma centralizada Secure SD-WAN permite a transferência de dados e backups de forma segura, por meio de uma conexão estável e confiável.

Nesse cenário, a equipe de TI da empresa pode monitorar a operação de todo o seu ecossistema de rede a partir de um único local, reduzindo riscos e sendo mais proativa na gestão da segurança. Esse processo é apoiado pela ferramenta FortiAnalyzer de relatórios de eventos e ameaças, que o departamento técnico considera intuitiva e fácil de utilizar.

“Com o FortiAnalyzer, o número de incidentes de redes chegou a quase zero. Quando algo acontece, temos uma resposta mais rápida e o impacto nos negócios é reduzido, mesmo sem termos uma grande equipe de TI. Podemos focar no que realmente importa para o negócio”, conclui Adriano.

Fonte: IPNews