Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Em busca de melhores resultados, Netshoes adota plataforma de e-commerce própria

Em busca de melhores resultados, Netshoes adota plataforma de e-commerce própria

A varejista virtual Netshoes concluiu uma daquelas mudanças que podem parecer invisíveis, mas chegam para grandes impactos. A empresa desenvolveu uma plataforma própria para comércio eletrônico. Em outras palavras, deixou de pagar por uma solução feita por outra empresa e criou a sua própria loja virtual. A implementação da nova plataforma foi concluída em abril.

A mudança começou com uma premissa simples: permitir que a área de tecnologia gerasse impacto mais direto nos negócios da empresa. “Redefinimos nosso time de tecnologia em um modelo novo focado nos negócios e não no software”, disse a EXAME André Petenussi, diretor de TI da Netshoes.

Com essa mudança, vinha o próximo grande passo da Netshoes: deixar de usar uma plataforma desenvolvida fora de casa. Os benefícios não são difíceis de se imaginar. Ao desenvolver sua própria plataforma de e-commerce, que Petenussi chama de “feita sob medida”, a Netshoes poderia trabalhar especialmente em seus problemas.

O desenvolvimento da plataforma foi feito completamente pela Netshoes. Petenussi destaca que a empresa conta com alguns dos melhores desenvolvedores do país, aos quais chamou, em entrevista, de “pratas da casa”. A ideia foi formar um time com esses profissionais para o desenvolvimento da plataforma própria.

“É um sinal de maturidade e mostra a transformação em uma empresa de tecnologia também”, diz o diretor de TI. “Ela vem de encontro com os interesses da empresa e trouxe agilidade que precisávamos.”

Benefícios

André Petenussi lista alguns benefícios do desenvolvimento e da nova plataforma. Ela chega com foco em microserviços, técnica de desenvolvimento que cria diversas funções isoladas.

Outra mudança considerável foi a adoção da nuvem. Antes, a Netshoes usava datecenters, gerando alto custo para a empresa. Para Petenussi, a adoção da nuvem traz benefícios como ganho de escala e redução de custos. Outra vantagem é permitir a atualização da plataforma de forma mais constante e simples.

Para o usuário, os ganhos chegam, principalmente, na navegação pelo site em plataformas móveis e com conexão móvel—geralmente mais lenta do que conexões de banda larga. “Tudo é uma transformação de tecnologia, mas com objetivo de atender ao cliente e criar essa relação”, diz Petenussi.

O site da própria Netshoes foi o último a contar com a nova plataforma—mas que já está funcionando a pleno vapor. A implementação foi por etapas, começando em lojas oficias de ligas (como NBA no Brasil) e de times (como o Corinthians e São Paulo). Além delas, as lojas no México e Argentina também receberam antes. Desde abril, porém, todas as lojas geridas pela Netshoes já contam com a nova plataforma.

Fonte: Exame

Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook