Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Moda sustentável: sinal verde para o varejo brasileiro

Moda sustentável: sinal verde para o varejo brasileiro

De olho nos consumidores mais preocupados com a origem dos produtos, as principais varejistas de moda estão em rápida transformação. A C&A é um exemplo. Em novembro de 2018, no evento Fashion Futures, realizado em São Paulo, a empresa anunciava o início das vendas da coleção de calças jeans Cradle to Cradle™, que certifica toda a cadeia produtiva da moda: fonte das matérias-primas; produtos químicos usados; água e energia utilizada na fabricação; possibilidade de reciclagem dos materiais e as condições sociais na cadeia de valor. O objetivo da empresa era criar o jeans mais sustentável do mundo. “Nós acreditamos que esses produtos possam ter uma duração muito maior. Já trabalhamos há mais de um ano com camisetas dessa certificação e elas chegam ao ponto de serem compostáveis”, disse Paulo Correa, CEO da C&A Brasil.

Para apoiar mais iniciativas desse tipo, a Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abvtex) criou, em 2010, um programa para o monitoramento da cadeia de produção. O Programa Abvtex tornou-se, pouco a pouco, uma referência para o mercado. Hoje, quase 4 mil indústrias, instaladas em 643 municípios, fazem parte do projeto. “A sustentabilidade ganha relevância a cada ano no varejo de moda”, diz Edmundo Lima, presidente da entidade. “Todas as grandes empresas do setor têm iniciativas no âmbito da sustentabilidade, seja no pilar social, econômico ou ambiental.”

Fonte: IstoÉ Dinheiro