Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Marina Ruy Barbosa será diretora de moda no grupo Arezzo&Co

Marina Ruy Barbosa será diretora de moda no grupo Arezzo&Co

A atriz da TV Globo cuidará da estratégia, da curadoria de produtos e até da escolha dos influenciadores do novo marketplace ZZ Mall

A atriz Marina Ruy Barbosa está de emprego novo. Melhor dizendo, está com mais um emprego. Contratada da TV Globo, ela lançou este ano sua marca própria de moda, a Ginger. E nesta quinta-feira 19 de novembro será anunciada como diretora de moda na Arezzo&Co. Mais especificamente, do novo marketplace do grupo, chamado ZZ Mall.

O ZZ Mall oferece produtos de 34 marcas de moda dos segmentos feminino e masculino. Estão lá as sete grifes da Arezzo&Co (mas ainda não as do grupo Reserva, adquirido em outubro), além de outras labels independentes. Já conta hoje com uma base de mais de 10 milhões de clientes cadastrados.

O marketplace já está operando em soft opening, mas o lançamento oficial também é hoje. Apesar do cargo como diretora de moda, Marina Ruy Barbosa terá uma série de funções dentro do grupo. Ela antecipou as novidades ontem à Casual EXAME por teleconferência, junto com Alexandre Birman, presidente da Arezzo&Co, e Mauricio Bastos, diretor executivo do grupo.

O lançamento oficial da ZZ Mall e da nomeação da Marina acontecerá na Wired Conference Retail, evento online sobre inovação no varejo.

Da curadoria de produtos à escolha das influenciadoras

Marina será a responsável por toda a estratégia de moda do ZZ Mall, passando pela curadoria e direção criativa dos conteúdos da plataforma e mídias sociais, até o direcionamento geral de branding e fortalecimento e construção de marca. Até a escolha dos influenciadores que farão campanha para o marketplace passará por ela.

A atriz já vêm participando de reuniões e tomando decisões. Uma de suas primeiras medidas foi recomeçar o Instagram da marca. “Criamos um rascunho de comunicação para as redes sociais, para a home page, mas era provisório”, conta Birman. Marina criou um novo conceito. A inspiração foi da grife francesa Celine, que limpou sua conta no Instagram na mais recente mudança de direção criativa.

A curadoria de produtos à venda no marketplace ficará a cargo de Marina. Será o seu olhar, a sua visão de moda. E quando a escolha dela não bater com a necessidade de mercado de determinada marca? “A palavra final é da Marina”, garante Birman. “Inclusive se tiver alguma marca que ela acha que não deveria estar lá.”

“Mas a gente está bem alinhado e buscando também marcas novas, menores, para ajudar a dar visibilidade”, afirma Marina. Um dos objetivos principais, ressalta ela, será trabalhar a própria marca ZZ Mall, para que seja reconhecida como uma grande plataforma de curadoria – e não só de produtos, mas também de conteúdo.

O ZZ Mall  lançará uma revista online chamada MagaZZine – nomes com as duas letras Z já se tornaram marca do grupo. “Vamos trabalhar muito a identidade do grupo com essa revista”, explica Bastos. “As pessoas vão poder colaborar e produzir material, será algo interativo entre público e cliente. Uma marca hoje se constrói com boas histórias.”

Para a produção de conteúdo proprietário da MagaZZine o grupo já conta com cinco estúdios em sua sede em Campo Bom, no Vale dos Sinos. Os assuntos abordados, além de moda, serão viagens, gastronomia e estilo de vida em geral. “Será um espaço também para novas marcas, de pluralidade, para todas as tribos”, diz Bastos.

A força do digital

O alcance das redes sociais da Marina será fundamental para falar com essa diversidade de público. Somente no Instagram ela conta hoje com 37 milhões de seguidores.

“Marina é a pessoa com mais bom gosto que eu conheço. Ela sabe mesclar todos os estilos, tem estilo próprio mas sabe ser versátil”, afirma Birman. “E com seu alcance ela fala com todos os públicos, seja por faixa etária ou demografia. Marina é extremamente fashion, elegante, e também se comunica com o pessoal do chão de fábrica. É a pessoa perfeita para dirigir esse grande lançamento.”

Como Marina vai comunicar a ZZ Mall para esse público tão diverso? “Vai ser tudo muito natural”, conta. “Vou estar nas minhas redes mostrando o meu dia a dia, divulgar nossas reuniões, coisas que eu vou aprender. Quero mostrar a nova cara da plataforma, o que estou vivendo dentro do grupo. Um dos motivos pelo qual me convidaram para assumir esse cargo é porque acreditam na minha capacidade de conduzir essa visibilidade de forma a engajar o público de forma espontânea.”

A linguagem das redes sociais está presente em toda a comunicação da ZZ Mall. No site, os ícones das marcas apresentam uma identidade muito parecida aos dos stories do Instagram.

O ZZ Mall começa com 34 marcas, mas a meta é ambiciosa. “Nosso objetivo não é só uma expansão de portfólio, mas garantir a presença em todas as categorias. Não querermos ter milhares de marcas, mas para o ano que vem podemos facilmente multiplicar o número atual por dez, chegar a umas 300 marcas.”

Vai ter só moda? “Não. Não vai ter carro e nem fralda, mas tudo o que a pessoa usar, nos segmentos de higiene, beleza, homewear”, conta Birman. Segundo ele, muitos nãos já foram ditos. “Só não temos mais marcas por falta de braços para fazer o suporte de vendas.”

O dia a dia da nova executiva

Marina foi recebida com bolo no primeiro dia de trabalho. “Vou participar de reuniões periódicas com a equipe, alinhar estratégias de negócios, sempre em conjunto com o Mauricio Bastos”, conta, sobre seu dia a dia de executiva.

Ela fará a gestão de uma equipe hoje de 20 pessoas. Trabalhará de forma remota na maior parte do tempo. “Já estou com acesso a todas as ferramentas para acompanhar os dados, analisar o desempenho do negócio dentro da empresa.”

Para a marca Schutz ela já fez uma coleção em conjunto com sua marca Ginger, que será lançada em dezembro. A partir do ano que vem, se envolverá também na criação de produtos da marca da Arezzo.

Sua remuneração no grupo será variável, de porcentagem das vendas. “O que deixa tudo ainda mais instigante, de forma que eu me envolva cada vez mais”, afirma.

Do namoro ao casamento

Cerca de duas dezenas de celebridades já fizeram campanha para as marcas da Arezzo. “Mas nenhuma é como a Marina”, ressalta Birman. Eles se conheceram melhor há três anos, no baile beneficente Brazil Foundation. A atriz já havia feito algumas campanhas para a Schutz. Mas a relação não passava daí.

Com o lançamento da Ginger apareceu para o mercado da moda um outro lado da Marina que as pessoas não conheciam tão bem, segundo ela, que costuma fazer a direção criativa das campanhas que participa.

Birman gostou muito da estratégia de comunicação de lançamento da Ginger, com fotos prévias em que a cor laranja característica da marca era ressaltada. “Começamos a conversar e percebemos uma sinergia muito grande, um olhar muito parecido sobre moda, mercado, visão de negócios”, conta Marina.

Onde vai parar essa parceria? Se depender de Birman, muito longe. “A ZZ Mall vai ser o melhor marketplace do Brasil. E um dos melhores do mundo.”

Fonte: Exame