Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Os 10 maiores grupos varejistas do País em faturamento em 2016

Os 10 maiores grupos varejistas do País em faturamento em 2016

Se o desempenho do varejo continuou em baixa em 2016, com as vendas recuando 6,2% no ano passado, a maior baixa da série histórica do indicador criado em 2001 pelo IBGE, os principais grupos varejistas do país conseguiram crescer mesmo na crise. Os 50 maiores conglomerados do setor tiveram crescimento médio de vendas de 9,5%, expansão de base de lojas de 7,8% e aumento de quadro de funcionários de 1,7%.

Os dados fazem parte de uma prévia da edição 2017 do ranking “300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro”, divulgada nesta terça-feira (8). A pesquisa é feita pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) e será divulgada em sua versão completa na quinta-feira (10). Ela leva em consideração os dados de 2016.

O TOP 10

Segundo o ranking, entre os dez maiores grupos varejistas do país estão seis redes de supermercado e atacado,  duas drogarias, duas redes de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos e uma do ramo de beleza e perfumaria. A maioria deles viu seu faturamento crescer em 2016 acima da inflação do período, que foi de 6,29%.

Na edição de 2017, não houve alteração nas quatro primeiras colocações. As principais mudanças no TOP 10 foram as saídas da Máquina de Vendas e da Lojas Renner, que deram lugar para o Grupo DPSP, dono das marcas Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo, e para a rede Martins, de supermercados e atacados.

Confira, abaixo, os dez maiores grupos varejistas do país por faturamento em 2016, segundo ranking elaborado pela SBVC:

Nome Faturamento em 2016 Crescimento nominal em relação a 2015 Número de lojas
GPA (Grupo Pão de Açúcar) R$ 67,262 bilhões 8,38% 2.110
Grupo Carrefour Brasil R$ 49,103 bilhões 14,99% 349
Walmart Brasil R$ 29,409 bilhões 0.29% 485
Lojas Americanas R$ 22,495 bilhões 3,98% 1.127
Grupo Boticário R$ 11,436 bilhões 13,24% 4.038
Raia Drogasil R$ 11,409 bilhões 24,20% 1.416
Magazine Luiza R$ 11,371 bilhões 8,32% 800
Martins (Smart Supermercados e Martins Atacado) R$ 9,100 bilhões 24,66% 893
Cencosud Brasil (GBarbosa, Mercantil Rodrigues, Perini, Bretas e Prezunic) R$ 9,040 bilhões (2,46%) 211
Grupo DPSP (Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo) R$ 8,256 bilhões 17,94% 1.176

Fonte: Gazeta do Povo

Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook