Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Segmento de eletrônicos lidera fluxo de visitantes no varejo físico em agosto

Segmento de eletrônicos lidera fluxo de visitantes no varejo físico em agosto

Entre as regiões, as lojas do Centro-Oeste tiveram um número maior de consumidores na comparação com o mesmo período de 2018. As lojas físicas no segmento de eletrônicos registraram um aumento no fluxo de visitantes em agosto na comparação com o mesmo período de 2018. É o que mostra o Índice de Lojas Físicas, levantamento realizado pela FX Retail Analytics (empresa especializada em monitoramento de fluxo para o varejo) e F360º (plataforma de gestão financeira para o varejo para os pequenos e médios negócios).

No total, o segmento cresceu 6,58% e foi o destaque no indicador. Na comparação com o ano passado, apenas “Ótica” registrou crescimento, com variação de 0,74%. As demais categorias analisadas registraram queda: “Chocolateria” (-1,77%), “Calçados” (-1,79%), “Beleza” (-2,25%), “Moda” (-2,33%) e “Utilidades Domésticas” (-4,69%).

Já no comparativo com julho de 2019, foi o segmento de Moda que registrou a maior variação com 4,09%. “Eletrônicos”, com 1,74%, “Chocolateria”, com 1,24%, e “Calçados”, com 0,33%, também cresceram. Já “Beleza”, “Ótica” e “Utilidades Domésticas” caíram, respectivamente, 0,16%, 5,19% e 8,57%.

“Podemos relacionar a alta desses segmentos com os saques das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que devem dar um novo ânimo ao comércio”, pontua Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). De acordo com o Ministério da Economia, o valor sacado chegará a R$ 30 bilhões entre agosto e dezembro de 2019.

Na relação entre as regiões, o Centro-Oeste teve o melhor desempenho no fluxo de visitantes na comparação com agosto de 2018. As lojas tiveram um crescimento de 5,82%. O Norte e o Nordeste também tiveram números positivos, com 4,47% e 3,21%, respectivamente. Já as lojas do Sudeste e Sul tiveram menos visitantes neste ano, com -3,21% e -4,50%, respectivamente.

Em relação ao mês anterior, o Índice de Lojas Físicas registrou um maior fluxo de visitantes na região Norte, com 4,78%. O Centro-Oeste, com 2,47%, e o Sudeste, com 1,10%, também tiveram altas. Já o Nordeste e Sul tiveram indicadores negativos, com -2,75% e -6,08%, respectivamente.

“O mês de agosto tem o Dia dos Pais para impulsionar as vendas e os dados mostram a importância que as lojas físicas possuem em todas as regiões, atuando como um hub importante de relacionamento com os consumidores”, explica Flávia Pini, CMO da FX Retail Analytics.

Número de vendas também cresce em agosto

O aumento no número de visitantes refletiu no caixa das lojas físicas brasileiras. O indicador mostra um aumento no faturamento em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são obtidos em parceria com a fintech F360º, plataforma de gestão de varejo para os pequenos e médios negócios.

Na comparação com agosto de 2018, as lojas analisadas tiveram um aumento de 1,41% no valor faturado, ainda que o total de vendas tenha caído 3,74%. Na comparação com julho de 2019, contudo, houve um crescimento expressivo de 13,58% no número de transações e de 11,91% no volume financeiro total.

“Era um resultado já esperado, uma vez que o mês de agosto é impulsionado pelo Dia dos Pais. Na comparação com o mês anterior houve um aumento significativo, mas o destaque é o crescimento do faturamento em relação a 2018, mostrando um sinal de recuperação no consumo”, comenta Henrique Carbonell, sócio-fundador da Finanças 360º.

Fonte: Segs