Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Compras via app estão no radar do varejo brasileiro

Compras via app estão no radar do varejo brasileiro

62% das empresas varejistas pretendem oferecer aos clientes a possibilidade de pagamento por meio de aplicativo, porém a falta de informação sobre o uso da ferramenta e o pouco conhecimento dos consumidores a respeito da tecnologia ainda restringem a aplicação. Essa é uma das descobertas do estudo “Panorama dos meios de pagamento no varejo brasileiro”, desenvolvido pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) em parceria com a Ferraz Pesquisas, que faz uma radiografia dos principais meios de pagamento que são utilizados por consumidores e empresas do setor.

O estudo mostra que o tipo de pagamento utilizado pelos clientes varia conforme o tipo de compra e produto: normalmente, bens duráveis são pagos com cartão de crédito (muitas vezes parcelado), enquanto para as compras de consumo imediato o pagamento nas lojas físicas é realizado com cartão de débito ou dinheiro.

Para as compras online, o cartão de crédito é o principal meio, independente do tipo de plataforma utilizado (smartphone ou desktop). “A relevância do meio de pagamento é muito mais cultural do que tecnológica, e a sua evolução dependerá do comportamento das próximas gerações (nativas digitais) e de sua aceitação de meios de pagamento mais convenientes, integrados ao smartphone ou a wearables”, afirma Eduardo Terra, Presidente da SBVC.

Outro tema que merece atenção especial são as ferramentas online utilizadas: somente 32% dos consumidores utilizam cupons de desconto, 23% programas de fidelidade e 17% cashback. Quase metade (46%) não utilizam nenhuma dessas ferramentas, que são meios de proporcionar satisfação e fidelização ao consumidor.

O estudo ainda verificou que a possibilidade de uso de criptomoedas, como o Bitcoin, costuma gerar curiosidade entre os brasileiros, mas a falta de segurança e de informação sobre seu funcionamento impedem o uso, o que condiz com a opinião das empresas, que não pretendem oferecer a opção nos próximos meses.

Metodologia

O estudo ouviu os mais importantes segmentos do varejo nacional, entre eles Eletromóveis, Materiais de construção, Supermercados, Drogarias e Perfumarias, Foodservice, Moda, Livrarias, Artigos do Lar e Óticas, Jóias e Acessórios. Também foram entrevistados 605 consumidores em todo o país, sendo que 92% deles costumam fazer compras online.

Fonte: E-Commerce Brasil