Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Grupo Boticário compra e-commerce de cosméticos Beleza na Web

Grupo Boticário compra e-commerce de cosméticos Beleza na Web

Tentando aumentar sua participação nas vendas pela internet, Grupo Boticário compra plataforma pioneira no comércio eletrônico de beleza.

As vendas na internet do Boticário acabam de ganhar um senhor incentivo. O Grupo Boticário anunciou nesta segunda-feira, 12, a aquisição do site Beleza na Web, plataforma que vende cosméticos pela internet.

O Beleza na Web foi fundado em 2008 pelo empreendedor Alexandre Serodio e hoje tem mais de 17.000 itens, sendo um dos líderes no segmento de cosméticos na internet brasileira. São comercializados mais de 360 marcas nacionais e internacionais de cabelo, perfumaria, pele, corpo e maquiagem.

As empresas não comentam o valor da transação, que ainda precisa ser aprovada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), já que ambas têm grande participação e atuam no mesmo segmento.

Em comunicado, Serodio afirmou que o Beleza na Web “tem muita sinergia com o Grupo Boticário” e que o grupo “sempre o inspirou”. “As duas empresas estão de olho no novo consumidor e têm no DNA a inovação e a busca constante por desafios”, disse em nota.

Serodio passou a infância em meio ao setor de cosméticos — com o pai sendo presidente da Avon no Brasil na década de 1990 — e fez o Beleza na Web crescer ainda nos primórdios das vendas online no Brasil. A chave foi a aposta, para além das vendas, na produção de conteúdos de beleza com participação de cabeleireiros conhecidos, o que incentivava os consumidores a confiarem nos produtos, ainda que não pudessem tocá-los.

O Beleza na Web também fez sucesso ao oferecer na internet produtos de linhas profissionais, como L’Oreal e Clinique, mais difíceis de encontrar em farmácias e supermercados e que só costumavam ser vendidos diretamente nos salões de beleza.

A empresa não revela o faturamento, mas em entrevista a EXAME há cinco anos, o Beleza na Web afirmou que já faturava 100 milhões de reais — e apostava que poderia chegar a 1 bilhão em cinco ou dez anos.

“Com o Beleza na Web, buscamos solidificar nossa posição no mercado multimarca e atuação multicanal, integrando uma das principais plataformas multimarca do Brasil ao grupo”, disse em comunicado a vice-presidente de Novos Canais do Grupo Boticário, Isabella Wanderley.

Mercado promissor
Apostar na internet é uma necessidade para as empresas de cosméticos. A categoria de Cosméticos, Beleza e Saúde foi a segunda com maior número de pedidos na internet no primeiro semestre de 2019, segundo estudo da consultoria Compre&Confie.

A categoria respondeu por 12,3% de tudo que se comprou pela internet no primeiro semestre de 2019, com 9,4 milhões de itens. O faturamento foi de 5,8% do total, totalizando 1,9 bilhão de reais no período.

Segundo a eBit/Nielsen, outra consultoria que avalia a participação do e-commerce no varejo, a categoria Perfumaria, Cosméticos e Saúde cresceu 51% na comparação com 2017. Foi a categoria que mais cresceu, bem à frente da categoria Informática, que teve alta de 27%.

No Grupo Boticário, o faturamento em 2018 foi de 13,7 bilhões de reais, segundo a empresa, com crescimento de 11%. A empresa vende produtos online desde 2008, mas ainda não divulga quanto do faturamento veio das vendas online.

Maior rede de franquias do Brasil e com marcas como Eudora, Quem disse Berenice, The Beauty Box e Vult, o Boticário luta com a concorrente Natura pela liderança do setor de cosméticos no país. Neste cenário, aumentar as vendas pela internet só tende a ajudar.

Fonte: Exame