Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Via lança programa de diversidade para formar líderes negros

Via lança programa de diversidade para formar líderes negros

Projeto vai selecionar e capacitar 30 funcionários da área operacional de logística para desenvolver futuros gestores da empresa

Por Micaela Santos

Ao estudar o perfil dos mais de 6 mil colaboradores da área de logística que comanda no grupo Via, o diretor Fernando Gasparini teve uma surpresa: a empresa tinha 78% dos funcionários autodeclarados pretos ou pardos, mas eles eram apenas 22% entre os líderes no setor. A partir deste cenário, a companhia, junto com a área de diversidade e inclusão, criou um programa para “lapidar” talentos negros e ampliar sua representatividade na liderança do grupo. 

“Descobrimos uma oportunidade enorme em nosso público interno”, conta Gasparini, diretor de logística da empresa, dona das marcas Casas Bahia, Ponto e Extra.com.br. “Na companhia, a presença de pretos e pardos [53%] está concentrada em níveis operacionais. Por isso, precisávamos de um projeto para que essas pessoas fossem descobertas e desenvolvidas de acordo com o seu potencial.”

Assim, segundo o executivo, nasceu o programa Lapidar, que irá selecionar 30 funcionários autodeclarados pretos ou pardos de todo o país na área de logística para capacitação e treinamentos. Para as posições estão previstos cargos de coordenador e gerente no setor.

A seleção dos potenciais líderes envolve a elaboração de um estudo de caso relacionado ao negócio ou a área de logística da empresa, além de entrevistas com gestores e RH. Os aprovados serão anunciados ainda em junho e passarão por um treinamento de quatro meses. 

De acordo com Amanda Ferreira, embaixadora da diversidade e inclusão da Via, a empresa quer ter, até 2025, 45% de pessoas negras nos cargos de gerência da companhia de varejo. “Para nós foi uma surpresa a forma positiva com a qual os funcionários receberam o tema racial e de privilégios e entenderam que a representatividade é necessária”, explica Amanda. “E ao percebermos que a diversidade na companhia ainda é muito operacional, tivemos maturidade em buscar mais talentos para liderança dentro de casa.”

“Para o negócio da Via, esse tipo de iniciativa também contribui para a retenção de talentos na empresa”, completa o diretor Fernando Gasparini. “Além disso, será fundamental para que os colaboradores se mantenham engajados e tornem-se apoiadores da causa e da Via.”

Segundo o executivo, embora o projeto não seja garanta uma promoção de cago, a expansão da companhia com a inauguração de novos centros de distribuição pode acelerar a criação de novos cargos de liderança na empresa. “Até o primeiro trimestre de 2022, a previsão é de que essa primeira turma de novos líderes assuma novos cargos dentro da Via”, diz. 

Fonte: Época Negócios