Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Tentativas de fraude no e-commerce aumentam 83,7%

Tentativas de fraude no e-commerce aumentam 83,7%

No primeiro trimestre do ano, foram mais de 600 mil tentativas de golpe, que teriam gerado um prejuízo de R$ 680 milhões ao varejo

Por Redação

Oe-commerce brasileiro teve mais de 37 milhões de pedidos de compras e sofreu com mais de 600.926 tentativas de fraudes apenas no primeiro trimestre de 2021, um aumento de 83,7% em relação a igual período de 2020. Os dados são da ClearSale, empresa especializada em soluções antifraudes nos mais diversos segmentos, entre eles o e-commerce.

Se tivessem sido efetuadas as mais de 600 mil tentativas de fraudes, a quantia seria equivalente a R$ 679,2 milhões, um aumento de 105,7% na comparação com os R$ 330 milhões em tentativas de golpe no e-commerce no mesmo período do ano passado, quando ainda não havia isolamento social.

Segundo a empresa, isso indica que os fraudadores passaram a ter como alvo produtos mais caros de um ano para outro, possivelmente por conta do cenário de pandemia.

O tíquete médio dos produtos cuja fraude foi evitada em 2020 foi de R$ 1.009, contra R$ 1.130 em 2021. Já o tíquete médio das compras legítimas foi de R$ 455, em 2020, e de R$ 527, em 2021.

“O tíquete médio das tentativas de fraudes é maior porque os fraudadores não pagarão pelos produtos e o interesse deles é a revenda para transformar em dinheiro”, aponta o diretor de Marketing e Soluções da ClearSale Omar Jarouche.

Produtos mais procurados nas fraudes

No primeiro trimestre de 2021, os celulares responderam por 8,63% dos produtos que os fraudadores tentaram obter ilegalmente via e-commerce. Depois deles, estão ar-condicionado (6,31%), eletrônicos (5,48%), bebidas (5,27%) e alimentos (3,79%).

Regionalmente

Observando por estados e regiões, chama atenção que, pelo segundo ano seguido, considerando os balanços de primeiro trimestre, a região Norte é a que tem, em números proporcionais, a maior quantidade de tentativas de fraude.

Na região Norte, 3,99% dos pedidos no e-commerce são tentativas de fraude, contra 1,60% dos pedidos no Sudeste e 2,14% no Centro Oeste. No primeiro trimestre de 2020, 4,43% dos pedidos na região Norte eram tentativas de fraude.

Fonte: E-Commerce Brasil