Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Riachuelo adota carros elétricos para entregas da Grande São Paulo

Riachuelo adota carros elétricos para entregas da Grande São Paulo

Ação faz parte do Cria!, plataforma que engloba todas as iniciativas da marca a caminho de uma moda mais sustentável

Por Bússola

Rumo a novas soluções e a um novo jeito de fazer moda, a Riachuelo, por meio do Cria!, plataforma que reúne ações e iniciativas sustentáveis da marca, anuncia entregas com carros elétricos para todos os municípios da Grande São Paulo. Após fase de testes, iniciadas em setembro de 2021, a marca aumentou o número de modais de transportes que colaboram com a sustentabilidade do planeta. Ao todo são nove carros elétricos, sendo cinco veículos tipo Vuc, para abastecimento de lojas de São Paulo, e quatro veículos tipo HR e Van, para a operação de entrega de compras pelos canais digitais.

Percorrendo toda a cidade de São Paulo e Guarulhos, os veículos saem do Centro de Distribuição (CD) de Guarulhos, responsável pelo abastecimento de lojas e de pedidos gerados na capital paulista. Para operacionalizá-los, é necessária mão de obra especializada e treinada para lidar com a nova tecnologia e extrair o melhor do modal de transporte. A substituição aos veículos tradicionais movidos a combustíveis fósseis é uma das ações da Riachuelo para reduzir suas emissões de carbono. Um caminhão elétrico emite, em média, 90% menos carbono em relação ao caminhão a diesel.

A Riachuelo pretende adquirir mais veículos elétricos na operação de abastecimento de lojas e entregas do e-commerce e ainda estuda a adoção de caminhões elétricos na frota da logística da marca.

“A mudança ocorre de maneira gradativa. Nosso objetivo é entregar uma moda consciente de ponta a ponta para os nossos consumidores”, diz Mauro Mariz, diretor-executivo de Gente e Sustentabilidade.

Segundo dados do estudo feito pelo Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), o setor de transporte é responsável por 14% das emissões de gases do efeito estufa no mundo. Só em São Paulo, os carros representam 72,6% dessas emissões da cidade e são mais poluentes que os próprios ônibus, se comparada a quantidade de material particulado lançado por pessoa transportada.

O passo da Riachuelo, conforme o Elio Silva, diretor-executivo de Marketing e Canais, vem ao encontro da evolução digital do grupo e do aumento das vendas pelos canais digitais da marca: “Nos primeiros três meses de 2022, a participação do app na originação das vendas online foi de 45%, com crescimento de 134% no número de usuários diariamente ativos no aplicativo. Mesmo diante da retomada do fluxo para o varejo físico, a participação dos canais digitais nas vendas foi de 10,1%”, declara Silva.

Fonte: Exame