Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Magalu começa a entregar produtos em 1 hora

Magalu começa a entregar produtos em 1 hora

Setenta e cinco lojas funcionarão como centro de estocagem de mercadorias para essas entregas, que podem ser feitas por motos e carros de passeio

Por Adriana Mattos

Magazine Luiza informou nesta segunda-feira que começa a entregar produtos comprados em sua plataforma on-line no prazo de até uma hora após o pedido em onze cidades, incluindo São Paulo. Outros dez municípios estão em teste piloto para integrar essa lista. Setenta e cinco lojas funcionarão como centro de estocagem de mercadorias para essas entregas, que podem ser feitas por motos e carros de passeio.

A ideia é usar a estrutura da transportadora Logbee, braço próprio da rede, e da empresa de delivery AiQfome, também do grupo, para atender essa demanda.

A empresa ainda começa após agosto a entrega de produtos dos vendedores do “marketplace” (shopping virtual) em até 24 horas após o pedido. Também será testado, a depender do nível de serviço, o envio em até uma hora de produtos armazenados pelos vendedores nessas lojas que são parte da iniciativa.

O Magazine, assim como outros marketplaces, vem estocando itens dos vendedores nos pontos de venda para acelerar o envio.

“Entre 70%, 80% a 90% da operação do ‘ship from store’ [venda on-line de itens da loja] já acontece nessa modalidade em até uma hora”, disse Luis Fernando Kfouri, diretor de operações logísticas do Magazine.

O principal foco nesse tipo de operação está em manter equipe disponível nas lojas no horário certo, porque a equipe de entrega precisará estar já no ponto ou perto para conseguir entregar no prazo. Além disso, não adianta ter motoboys disponíveis numa loja com movimento menor em determinado dia, e faltar pessoal de entrega em outro ponto.

Sobre isso, a empresa diz que esses ajustes foram feitos durante o teste piloto, e que há lojas já identificadas que justificam manter uma equipe no local porque o volume de envios é mais alto, e, além disso, a empresa deve utilizar os entregadores da AiQfome em horários de menor pico na entrega de restaurantes para atender as lojas.

Para que o sistema funcione, a empresa delimita um raio de segurança da loja até a casa do consumidor, entre 5 a 7 quilômetros, para que consiga fazer a entrega. Em certos casos, pode ampliar esse raio se o sistema verificar a possibilidade de cumprir o prazo.

Entre as capitais com lojas que começam nesse projeto estão São Paulo, Salvador, Belém, Recife, Fortaleza, Maceió, Aracaju, João Pessoa, Teresina. Ainda fazem parte do grupo Campina Grande (PB) e Ribeirão Preto (SP).

Numa segunda fase entram Goiânia, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte e Brasília.

Não há adicional de frete para esse envio mais rápido.

No momento, a entrega em até 24 horas, que já vem se expandido no varejo em geral, responde pela metade dos envios da empresa.

Fonte: Valor Econômico