Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Bob’s espera que vendas voltem ao nível pré-Covid em julho

Bob’s espera que vendas voltem ao nível pré-Covid em julho

Com a vacinação, rede projeta um crescimento de 8% nas vendas este ano, chegando a 80% do faturamento de 2019

Por Redação

Com a vacinação avançando no Brasil, as redes de restaurantes estão começando a calcular o ritmo da retomada.

O Bob’s — a terceira maior rede de fast-food do Brasil com 1.100 franquias — espera que suas vendas voltem ao patamar de antes da pandemia em julho.

A rede projeta um crescimento de 8% para o faturamento este ano, que deve chegar a R$ 1 bilhão (o equivalente a 80% dos níveis pré-covid).

As projeções estão num relatório do Credit Suisse enviado hoje a clientes. O banco conversou com Antonio Detsi, o CEO da divisão de franquias da Brazil Fast Food Corp. (BFFC), a controladora do Bob’s.

No ano passado, as vendas do Bob’s caíram 23%, para R$ 930 milhões, em linha com seus principais concorrentes — o Burger King Brasil caiu 22% e a Arcos Dorados, a master-franqueadora do McDonald’s, caiu 20% em reais.

O Bob’s abriu 55 franquias e fechou 50 no ano, enquanto o BKB abriu 8 e fechou 4 e a Arcos abriu 2 e fechou 3.

Apesar da retomada, o Bob’s revisou seus planos de expansão para este ano, reduzindo a abertura de lojas de 120 para entre 60 e 70, e com foco em cidades pequenas em vez de capitais.

Ainda que BKB e Arcos não tenham antecipado nenhuma mudança em seus planos de aberturas de lojas para 2021, a analista Marcella Recchia não descarta que eles também reduzam seu plano de expansão. Por enquanto, a estimativa do Credit Suisse é que a Arcos abra 36 McDonald’s este ano no Brasil, e o BKB, 60 lojas do Burger King.

Na conversa com o CS, Detsi disse esperar que as vendas online representem 15% das vendas do Bob’s no pós-pandemia, em comparação com 7% antes.

Fonte: Brazil Journal