Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Via Varejo faz acordo de Inteligência Artificial em crédito

Via Varejo faz acordo de Inteligência Artificial em crédito

A Via Varejo concluiu uma negociação com a ZestFinance, uma importante empresa de inteligência artificial dos Estados Unidos, para desenvolver modelos de análise de crédito. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (11) pela ZestFinance.

Conforme divulgado pela empresa norte-americana, a Via Varejo utilizará seus softwares para a realização de análises de crédito mais seguras e estruturadas.

Assim, segundo a companhia, a empresa brasileira deve ultrapassar grandes instituições financeiras através de uma tecnologia de empréstimo ao consumidor mais avançada.

O novo modelo de análise de crédito começará a ser testado no segundo semestre deste ano. No entanto, só deve ser implementado nos primeiros meses de 2020.

Segundo o diretor executivo da Via Varejo, Felipe Negrão, a melhora nas análises pode garantir decisões de crédito mais precisas. Além disso, Negrão ressaltou ainda que através da parceria com a ZestFinance, a companhia brasileira ficará em uma posição mais competitiva no mercado.

O Ponto Frio e as Casas Bahia, subsidiárias da Via Varejo, utilizarão os novos serviços para aumentar a precisão da análise de crédito e, consequentemente, expandir suas receitas de forma segura.

BanQi

O banco digital banQi, desenvolvido por meio de uma parceria entre a Via Varejo e a empresa Airfox, também utilizará os novos serviços. Segundo a varejista, a instituição é destinada a cerca de 60 milhões de brasileiros que não possuem uma instituição financeira tradicional.

Além das negociações com a ZestFinance, o banQi também estabelecerá parcerias com a Mastercard, a Zurich e a Cielo. Assim, o intuito das colaborações é desenvolver novas formas de pagamento e vendas de seguro através do aplicativo do banco.

“Essa parceria é mais um passo no objetivo de promover a inclusão financeira de milhões de brasileiros. São serviços essenciais para efetuar qualquer transação financeira, colocando mais e mais brasileiros ativamente na economia”, afirmou o CEO da Airfox, Victor Santos.

A empresa divulgou ainda na última semana que a fintech recebeu aporte de R$ 300 milhões das novas parceiras.

Valorização da Via Varejo

Embora tenham registrado queda de 3.42% nesta quinta-feira, as ações ordinárias da Via Varejo (VVAR3) já valorizaram cerca de 43% em julho.

Um dos fatores para a valorização da empresa é a troca do comando da empresa, que era controlada pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA/PCAR4).

No dia 14 de junho, o GPA realizou um leilão e vendeu sua participação na varejista. Assim, quem assumiu o controle da companhia foi o empresário Michael Klein.

Além disso, o aporte de R$ 300 milhões recebido pelo banQi, fintech da Via Varejo, também estimulou a valorização da companhia.

Fonte: Suno Research