Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Grupo Tapajós aposta no digital para manter faturamento acima de R$ 1 bi

Grupo Tapajós aposta no digital para manter faturamento acima de R$ 1 bi

Líder do varejo farmacêutico na Região Norte, o Grupo Tapajós aposta na transformação digital como alavanca para manter o crescimento e chegar a R$ 1,1 bilhão de faturamento em 2020. Do investimento de R$ 15 milhões neste ano, 40% será destinado às parcerias com plataformas de vendas online, enquanto o restante será alocado para reformas e novas lojas.

Por meio das redes Drogaria Santo Remédio, FarmaBem e Flexfarma, a companhia mantém 125 lojas nas cidades de Manaus (AM), Belém (PA), Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR). É o 14º maior grupo do varejo farmacêutico nacional, segundo a Abrafarma, e ainda conta com quatro centros de distribuição nessas capitais.

Como parte do processo contínuo de reestruturação do grupo, a Tapajós agrupou em uma só diretoria as áreas de vendas, marketing e consumer experience, sob o comando de Fernando Ferreira (foto), recém-contratado. O novo executivo acumula 18 anos de experiência no setor, com atuações anteriores no próprio grupo e na Extrafarma. Nos últimos seis anos dedicou-se a projetos de consultoria de gestão comercial do canal farma.

“A inclinação do consumidor para os canais digitais já era uma realidade, mas a Covid-19 acelerou esse processo e estimulou o Grupo Tapajós a caminhar na mesma velocidade. O sistema de televendas, que cresceu 150% desde o início da pandemia, é um bom reflexo desse cenário”, observa Ferreira.

 

Parceria com players do varejo

O CEO Wili Garcez vem encabeçando negociações com players do varejo online para ingressar com força no comércio eletrônico. O mais recente acordo foi firmado com o Rappi, com mais de 2 mil produtos disponíveis para comercialização. Outra nova parceira é a Consulta Remédios, cujo marketplace viabiliza a compra em uma das 45 lojas da bandeira Santo Remédio e a entrega expressa em até três horas na cidade de Manaus (AM).

Também está em fase de implementação uma plataforma exclusiva de e-commerce, elaborada pela multinacional de tecnologia VTEX. “Além disso, devemos adotar um sistema de gestão de pedidos eletrônicos nas vendas por atacado”, antecipa. Até o fim do ano, a expectativa é movimentar R$ 5 milhões por mês em todos os canais digitais, no atacado e no varejo, representando mais de 5% do volume de negócios.

A transformação passa também pelo papel da loja física. A Drogaria Santo Remédio acaba de reformar e reestruturar três lojas inseridas nos shopping centers mais conceituados de Manaus. As unidades foram adaptadas para o conceito luxo, com espaços customizados para aprimorar a jornada de compra. Além da farmácia fora do balcão, os clientes encontram produtos especiais das linhas de skin care, fitness, ambiente sonorizado e um camarim para degustação de maquiagem. Há ainda áreas dedicadas a serviços clínicos de aferição de pressão arterial, medição da glicose capilar e aplicação de injetáveis.

“O consumidor abraçará cada vez mais os meios digitais para sua maior conveniência. Mas ao mesmo tempo, ele espera que o ponto de venda se torne um ambiente de experiência excepcional, que não se limite a uma simples farmácia”, conclui Wili Garcez.

Fonte: Panorama Farmacêutico