Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Supermercados dominam ranking de faturamento por loja

Supermercados dominam ranking de faturamento por loja

Das 50 maiores listadas pela SBVC, 49 são supermercadistas; líder em venda por PDV movimenta R$ 530 milhões

A edição 2020 do ranking 300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro, lançado recentemente pela SBVC, apresenta uma série de recortes que jogam luz sobre os mais variados aspectos do desempenho do setor. Um exemplo é a análise de faturamento por loja: esse é o domínio dos supermercados. Das 50 maiores varejistas em vendas por PDV, 49 estão no setor supermercadista. A exceção é a Refrigelo, na 25ª colocação.

Como já havia acontecido na edição 2019 do Ranking, a lista das maiores em faturamento por loja é encabeçada pela paulistana Andorinha, que movimenta R$ 530 milhões em seu único ponto de venda, na zona norte da capital paulista. Trimais, com uma loja e faturamento de R$ 423 milhões, e Bergamini, com duas lojas e R$ 305,9 milhões por ponto de venda, completam o pódio.

Além do setor em que atuam, uma característica relevante das empresas líderes em faturamento por loja é o profundo conhecimento dos hábitos de consumo do público de suas regiões. São varejistas que criaram, ao longo de décadas, um relacionamento muito qualificado com seu público. Por conhecerem muito bem seus clientes, conseguiram blindar seus mercados contra a expansão da concorrência.

As lições ensinadas por essas empresas vêm sendo aprendidas pelas grandes redes, que, a partir de investimentos em tecnologia, têm conseguido otimizar suas operações e elevar o faturamento por loja. É o caso de grandes redes regionais, como Zaffari, Líder, Nordestão e Muffato, todos no top 10 em faturamento por loja, mas também do Carrefour, que neste ano cavou um lugar entre as 20 maiores (estava em 2019 no top 25), especialmente devido à alta produtividade de seu formato de atacarejo.

Entre as maiores em faturamento por loja, muitas redes contam com operações de atacarejo, o que mostra a produtividade desse modelo de negócios. Com o cenário econômico favorável a operações varejistas com foco em valor, é de se esperar que esse formato continue a se mostrar relevante para a expansão do varejo brasileiro nos próximos anos.

 

Confira todos os detalhes do Ranking e faça o download do estudo AQUI.

 

Fonte: Redação SBVC