Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Rede de supermercados Shibata avança no Vale do Paraíba

Rede de supermercados Shibata avança no Vale do Paraíba

O Grupo Shibata continua avançando cada vez mais junto ao mercado consumidor do Vale do Paraíba. Prova disso é que dentro dos próximos 90 dias estará inaugurando mais duas lojas em Jacareí, onde já possui outras quatro. As unidades, que atualmente passam por ampla reforma, pertenciam ao Maktub e foram adquiridas pelo Shibata, numa negociação que, ao contrário do que se comenta, não incluiu os supermercados daquele Grupo em Mogi das Cruzes. As especulações surgiram em função de dificuldades enfrentadas pela rede Maktub na Cidade, onde chegou a anunciar o fechamento da loja do Mogilar, posteriormente reaberta, mas ainda tendo alguns problemas pela frente, como demonstra a estrituara interna atual daquela unidade. Questionado pela coluna acerca dos rumores, o empresário João Shibata, um dos fundadores do Grupo em Mogi, garantiu que as negociações com o Maktub se limitaram às duas lojas de Jacareí, em fase final de rearranjos para voltarem a funcionar, agora sob a nova bandeira do Shibata, que também avança para a Zona Leste da Capital. Os dirigentes obtiveram junto à família Nagao, também de Mogi, o espaço que era ocupado pela Leveza, antiga concessionária Chevrolet de São Miguel Paulista, para ser transformado em um novo supermercado. O ponto também está passando por reformas para começar a operar praticamente ao mesmo tempo em que as duas novas unidades de Jacareí. Sem contabilizar as três ainda não inauguradas, a rede Shibata mantém em funcionamento 21 lojas divididas entre as cidades de Aparecida, Biritiba Mirim, Caraguatatuba (2), Caçapava, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Jacareí (4), Mogi das Cruzes (4), Pindamonhangaba, São José dos Campos, São Sebastião, Suzano e Taubaté (2). A direção do Shibata também está mantendo contato com o comando do Grupo Pão de Açúcar com vistas à retomada das lojas de Mogi, que foram locadas para aquela empresa, quando ainda tinha no comando o todo-poderoso Abílio Diniz. O retorno, que parecia algo sacramentado, pode vir a enfrentar dificuldades no campo jurídico/administrativo. E demorar um pouco além do que todos esperavam, principalmente os consumidores mogianos, que torcem intensamente pela volta dos Shibata para ocupar seus antigos espaços na Cidade.

Fonte: O diário de Mogi

Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook