Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Lojas Renner quer ampliar investimentos neste ano

Lojas Renner quer ampliar investimentos neste ano

Depois de fechar 2017 com desempenho recorde e abrir 70 lojas no Brasil e no exterior, a Renner anunciou que planeja investir R$ 620 milhões em 2018. O valor é 12,7% superior aos R$ 550,4 milhões investidos no ano passado.

A varejista de vestuário espera abrir em torno de 70 lojas, mantendo o ritmo de aberturas de 2017. Do total, 25 a 30 lojas serão da Renner; no ano passado, foram 30. A companhia também prevê abrir entre 10 e 15 unidades da Camicado e de 20 a 25 lojas da Youcom. Em 2017 foram abertas 13 Camicado e 25 Youcom.

Parte dos investimentos será destinada às áreas de tecnologia da informação e logística. Laurence Gomes, diretor financeiro e de relações com investidores da Renner, disse que o plano de instalar um terceiro centro de distribuição automatizado para reforçar a estrutura logística ficará para 2019.

 “Vamos dar mais atenção em 2018 à multicanalidade. A companhia já tem feito avanços para melhorar a experiência de compra on-line e nas lojas fisicas”, afirmou Gomes. De acordo com o executivo, o tráfego no site da Renner cresceu 36% em 2017. Nos dispositivos móveis, as visitas cresceram 85%. A Renner já faz testes-piloto para venda on-line com retirada do produto em loja.

Gomes disse que a Renner vai abrir mais duas lojas no Uruguai neste ano, chegando a cinco unidades. Para o longo prazo, a companhia pretende expandir a marca para outros países. “O resultado no Uruguai superou nossas expectativas. Mas acreditamos que é preciso ter mais escala para ter um diagnóstico final sobre essa experiência fora do Brasil.”

Em 2017, a Renner registrou um lucro líquido de R$ 732,7 milhões, resultado 17,2% acima do obtido no ano anterior. A receita líquida avançou 15,4%, para R$ 7,44 bilhões. O lucro ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) chegou a R$ 1,48 bilhão, com avanço de 10,2% sobre 2016.

No quarto trimestre, a Renner registrou um avanço de 10,7% no lucro líquido sobre o mesmo intervalo de 2016, para R$ 331,8 milhões. A receita líquida atingiu R$ 2,45 bilhões, com crescimento de 16,1% na mesma base de comparação. A receita líquida do varejo cresceu 15,7%, para R$ 2,22 bilhões. As vendas no conceito mesmas lojas (unidades abertas há mais de 12 meses) aumentaram 8,7%. O resultado com produtos financeiros aumentou 22,5%, para R$ 224,6 milhões. As vendas da Camicado cresceram 24% e as da Youcom, 38,9%.

A Renner associou o resultado a um bom ritmo de vendas, com aumento no fluxo de clientes nas lojas e boa aceitação da coleção de verão. O resultado do quarto trimestre veio em linha com o estimado por analistas consultados pelo Valor. A média das projeções feitas por BB Investimentos, Brasil Plural, BTG Pactual, Itaú BBA e Morgan Stanley indicava um aumento de 22,1% no lucro líquido, para R$ 366,4 milhões. A receita líquida do varejo estava estimada em R$ 2,22 bilhões, com alta de 15,5%. E o Ebitda esperado era de R$ 652,8 milhões, com alta de 15%.

Fonte: Valor Econômico