Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Rede Panvel expande loja popular

Rede Panvel expande loja popular

Varejista pretende abrir 65 pontos de venda neste ano, com foco em unidades de rua; empresa vê muito espaço para crescer na Região Sul

Por Raquel Brandão

A Dimed, dona da rede de farmácias Panvel, prevê abrir 65 lojas em 2021, concentrando-se especialmente em unidades de rua e no formato popular, o qual deverá responder por 20% a 25% das inaugurações previstas, segundo o diretor financeiro e de relações com investidores Antônio Napp. “Nosso modelo de expansão endereça bem a demanda da classe média expandida”, disse. A Panvel terminou 2020 com 473 lojas, 29 a mais do que no ano anterior.

O foco em lojas de rua e mais populares tem algumas razões. Em 2020, ano em que o lucro líquido da Dimed caiu 22% (para R$ 64 milhões), a receita bruta das operações de varejo cresceram 5,9%, para R$ 2,69 bilhões. Se consideradas somente as lojas de rua, esse crescimento foi de 13%. O salto desse perfil de loja foi ainda mais expressivo no quarto trimestre: 18%.

A companhia informou que fechamentos de shoppings centers tiveram impacto negativo para as vendas das unidades dentro desses estabelecimentos.

A expansão das lojas físicas continua direcionada para a região Sul. “Há muito espaço de crescimento em Santa Catarina e Paraná e no interior do Rio Grande do Sul”, disse o presidente da Dimed, Julio Mottin Neto.

A companhia tem forte participação em Porto Alegre e algumas cidades gaúchas, mas recentemente viu a concorrente Raia Drogasil aumentar a aposta na região ao investir um centro de distribuição em Gravataí (RS).

“Ao longo do ano poderemos ver ganho de participação em todos os Estados da região Sul e, a partir do ano que vem, abriremos mais lojas fora do Rio Grande do Sul”, disse Mottin Neto.

O modelo popular da Panvel foi criado em 2020 e conta com 8 lojas. A administração destaca que está revisando a execução da implementação das lojas “POP”, como foram batizadas, para torná-la mais barata. “O modelo está passando por uma revisão de capex. Acertamos em tornar a loja mais atrativa, mas pode ficar mais barata.”

Fonte: Valor Econômico