Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Mega Polo Moda espera crescer 6%

Mega Polo Moda espera crescer 6%

Após apresentar as coleções de inverno 2018, os atacadistas do Mega Polo Moda esperam colher bons frutos com os negócios firmados neste ano. Com a perspectiva de elevar em 6% as vendas, a melhora da economia deverá sustentar o avanço no faturamento dos lojistas, e garantir a abertura de uma nova operação, que ficará em Goiânia (GO).

“Dentre nossos planos para 2018 está a inauguração, prevista para setembro, do Mega Polo Moda Goiânia, outro importante centro de negócios da moda. Investimos e acreditamos na força do nosso mercado”, antecipou comemorando o diretor comercial corporativo da Mega Polo Moda, Adelino Basilio.

De acordo com ele, a previsão de expansão se sustenta também no resultado positivo do Mega Fashion Week, desfile que reúne as novidades dos lojistas que atuam dentro do Mega Polo Moda, shopping atacadista que fica no Brás, região central de São Paulo.

“O movimento superou as expectativas. Recebemos mais de dois mil clientes lojistas, vindos de várias regiões do Brasil. Registramos alta de 17% nos negócios firmados, na comparação com a edição anterior”, comemorou Basilio.

De acordo com ele, o bom resultado do evento servirá como termômetro para balizar tanto o apetite dos varejistas em compor o estoque para o inverno deste ano, quanto a aceitação das coleções que o atacadistas estão lançando.

“O tema deste evento foi o empoderamento de toda a cadeia produtiva da moda. Temos uma Associação de Lojistas atuante e todos investiram nos lançamentos das novas coleções”, comemora.

Mais eficiência

Após atravessar um período de crise econômica, Basilio comenta que os atacadistas saíram mais fortes da recessão, o que melhorou, inclusive, a gestão dos negócios dos empresário que atuam no local. “Hoje é necessário incentivar a austeridade administrativa sem abrir mão da criatividade, além de buscar ações disruptivas, pois todos ganharam mais amadurecimento profissional [durante a recessão].”

Com uma estrutura que oferece desde um espaço rodoviário até um heliponto, o shopping recebeu ano passado 46 novas operações, somando 400 lojistas atuando no espaço. “Essa oxigenação é benéfica, pois novos lojistas otimistas ocupam os espaços deixados por outras marcas.”

Fonte: DCI

Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook