Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Homens consomem mais moda na web do que mulheres

Homens consomem mais moda na web do que mulheres

Levantamento do Google Fashion Trends também mostra que a audiência de canais de beleza masculina no YouTube cresceu treze vezes em 2016

público masculino está cada vez mais interessado em buscar referências de moda e beleza na internet. A constatação é da nova edição do Google Fashion Trends que revela também um salto de 28% nas buscas relacionadas à moda em 2016. De acordo com o levantamento, que leva em conta a base de consultas feitos no Google, os consumidores de moda têm a internet como uma das principais fontes de inspiração, especialmente quando procuram por novidades e tendências.

O consumo de conteúdo também se mostra como um fator relevante para esse público, nos últimos dois anos o tempo gasto assistindo vídeos dos principais canais de moda masculina cresceu treze vezes. As dúvidas também se diversificaram, com itens como “cortes de cabelo masculino”, “maquiagem masculina” e “saia para homens” crescendo acima de 70% nos últimos 2 anos.

No Google, itens do universo masculino cresceram 49% em 2016 e acima da categoria de moda como um todo, 28%. O estudo não revela a base de usuários considerados, mas constata que, dos homens que efetuam compras online, 40% adquirem itens de moda no mundo virtual, enquanto entre a mulheres compradoras, esse índice é de 36%. Dados colhidos junto ao YouTube mostram que a audiência dos canais de moda e beleza masculina aumentou 13 vezes em 2016. Ações de marcas nesses canais são mais frequentes, como é o caso de Philips e Papo de Homem que produziu uma série de vídeos sobre cuidados masculinos.

Outro destaque do estudo é o crescimento das buscas por termos ligados ao outono/inverno que cresceram 46% em comparação com as buscas feitas em 2015, enquanto a pesquisa por itens de primavera/verão aumentou 22% no período apurado. A análise aponta ainda que quem disponibilizar em sua prateleira virtual, itens como coturnos, calças, botas, ternos, blazers e jaquetas, têm grandes chances se dar bem na hora da venda.

Fonte: Meio e Mensagem