Twitter Facebook Linkedin
Home » Destaques » FGTS, Natal e Réveillon impulsionam vendas na construção civil

FGTS, Natal e Réveillon impulsionam vendas na construção civil

Depois de crescimento de 6% em outubro, liberação de recursos e proximidade das festas de final de ano indicam fechamento positivo para o setor

Com a proximidade do Natal e do Réveillon, historicamente as pessoas começam a se organizar para fazer pequenos ajustes e reparos em casa. De acordo com a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), este movimento ficou ainda mais intenso com a liberação de recursos do FGTS e melhora na economia, representando um crescimento de 6% nas vendas em outubro na comparação com setembro e de 8% em relação ao mesmo período do ano passado.

No acumulado do ano, o crescimento está em 4% e nos últimos 12 meses, em 5%. Os dados são do levantamento  “Tracking”, realizado pelo Instituto de Pesquisas da Anamaco, com o apoio da Anfacer, Abrafati e Instituto Crisotila Brasil, e que ouviu 530 lojistas entre 28 e 30 de outubro. No resultado por categorias, Tintas registrou crescimento de 6%; Revestimentos Cerâmicos e Telhas de Fibrocimento, 1%.

Ouvido pelos organizadores da Feicon Batimat, principal evento de construção civil e arquitetura da América Latina, Eduardo Castro, gerente sênior de marketing da Suvinil, diz que a empresa registra um crescimento consistente tanto em volume como em força de marca. “Esperamos um aumento do volume de vendas maior nesta época do ano, tanto pelo crescimento do mercado, como pela mudança do hábito de vida dos consumidores que estão decorando suas casas para receber amigos e parentes com a segurança e conforto do lar”, analisa Eduardo.

Cláudio Conz, presidente da Anamaco, explica que, embora outubro seja um mês de baixo apelo promocional, é um termômetro importante para os últimos meses. “O governo aumentou ligeiramente a previsão de crescimento da economia de 0,81% para 0,85%. Já sentimos os efeitos iniciais dos cortes de juros e início das liberações de recursos do saque imediato do FGTS. Isso mostra que os consumidores estão recuperando a confiança na economia”, acredita.

Ainda de acordo com o estudo, quatro regiões tiveram melhoras: Sudeste, onde as vendas cresceram 8%; Norte e Sul, 6%; e Centro Oeste com aumento de 2%. O Nordeste foi o único que mostrou um patamar igual ao do mês de setembro (1%).

Fonte: Feicon Batimat