Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Centrais de Negócios faturam quase tanto quanto Walmart no Brasil

Centrais de Negócios faturam quase tanto quanto Walmart no Brasil

Se entrassem no Ranking SM, que classifica empresas, as 36 centrais se posicionariam como a 4ª rede do País, imediatamente abaixo do Walmart, com diferença de R$ 1,3 bi entre elas – dados de 2016. Juntas, essas centrais agrupam 1.904 empresas e somam 2.353 lojas. Elas são formadas por supermercados pequenos, pulverizados pelo País, que atendem cidades onde os líderes nacionais e regionais não alcançam e, por uma questão de escala, nem gostariam de alcançar. Pelo menos, em parte dos casos.

É verdade que Dia% trabalha com lojas franqueadas, que são abastecidas pela rede com vários produtos. E é verdade que GPA lançou no ano passado o projeto ‘Aliados’ com mais de 100 parceiros, para os quais também fornecerá produtos. Outras organizações do tipo aparecerão e influenciarão o movimento do varejo alimentar e das indústrias envolvidas.

Mas com o gigantismo do País e a convicção (apesar da crise) de que o crescimento virá pelo interior, centrais de negócio continuarão com seu papel de melhorar as negociações do pequeno varejo. No Sul do País, com sua forte cultura de associativismo, destacam-se várias centrais. E Nordeste, Espírito Santo e Minas Gerais se confirmam nessa direção. Gerenciar interesses de tantos donos é um desafio, mas isso não tem inibido o modelo. Confira aqui quais são essas 36 centrais : sete delas já faturam mais de R$ 1 bilhão. Basta clicar em Ranking por Tipo de Loja e escolha Central de Compras.

Fonte: Supermercado Moderno

Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook