Twitter Facebook Linkedin
Home » SBVC na Mídia » Carteiras digitais devem representar 28% do mercado de pagamentos em 2022

Carteiras digitais devem representar 28% do mercado de pagamentos em 2022

As inovações nos meios de pagamento continuam se mostrando algumas das maiores tendências do cenário financeiro atual. E, nos próximos anos, as carteiras digitais serão grandes forças de revolução no mercado. Segundo estudo realizado pela Bain & Company vão representar 28% do mercado de pagamentos em 2022. Continue a leitura para saber mais sobre o crescimento das carteiras digitais e outras promessas do setor de meios de pagamento para os próximos dois anos. As perspectivas para o futuro dos meios de pagamento As carteiras digitais são aplicativos por meio dos quais os usuários podem realizar pagamentos online ou em estabelecimentos físicos, bastando adicionar saldo na conta ou cadastrar um cartão de crédito ou de débito. Para realizar o pagamento, basta aproximar o dispositivo móvel (como smartphones ou wearables) à máquina de pagamento para efetivar a transação. Isso acontece por meio da tecnologia Near Field Communication (NFC), que possibilita os pagamentos por aproximação — também chamados de pagamentos contactless —, ou ainda via QR Code. A pesquisa indica que o futuro dos meios de pagamento já está formado: é “gratuito, fácil e incorporado a outros produtos e serviços”, declarou Antôno Cerqueiro, sócio da Bain & Company e coautor do estudo. Cada vez mais, “a experiência precisa ser simples e sem falhas; players cada vez mais inovadores continuam elevando os padrões no que diz respeito ao que os consumidores e comerciantes esperam”, completou ele. Carteiras digitais já são presença forte no Brasil De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), 61% dos brasileiros dos grupos sociais A, B e C que possuem smartphones já são usuários recorrentes das carteiras digitais, ou e-wallets. A praticidade é a principal vantagem para 47% dos consumidores, enquanto 53% apontam as transações imediatas e a confirmação instantânea como maiores atrativos. Outro benefício das carteiras digitais é a possibilidade de aumentar a inclusão financeira, pois os usuários podem depositar valores no app por meio de boleto — não é necessário ter uma conta bancária. No Brasil, enquanto há mais de 90 milhões de usuários de smartphones, cerca de 45 milhões de adultos ainda são desbancarizados. E-commerce também contribui para crescimento das e-wallets No âmbito do comércio online, o crescimento das e-wallets é ainda mais pronunciado. Já somando 28% desse setor em 2018, as carteiras digitais representarão 47% dos pagamentos em e-commerce em 2022. Além da facilidade e da fluidez da experiência, as e-wallets também se destacam no e-commerce por causa dos benefícios ao usuário, como cashback e descontos especiais. Para reforçar a segurança das carteiras digitais, é fundamental contar com soluções eficazes e seguras de validação de identidade e onboarding digital. Dessa forma, você assegura uma base confiável e verificada de clientes, aptos a usar sua e-wallet com segurança e aproveitar os benefícios dessa tecnologia.

Fonte: ID Wall