Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Como o Assaí reduziu turnover e melhorou o engajamento da equipe

Como o Assaí reduziu turnover e melhorou o engajamento da equipe

Sete anos atrás, apenas 10% da equipe de funcionários do Assaí tinha entre um e cinco anos de empresa, o que indicava baixo índice de retenção na rede atacadista adquirida pelo GPA. Além do elevado turnover, havia também problemas com o engajamento dos colaboradores. “Não havia aquele sentimento de orgulho, de pertencimento à empresa. Os funcionários não agiam como donos do negócio e a seleção de pessoal era realizada pelos próprios gestores, sem um padrão previamente definido, o que configurava um sério problema na operação”, lembra Sandra Vicari, diretora de gestão de gente do Assaí.

Para reverter a situação, a empresa criou um plano de ação no sentido de aprimorar a seleção de candidatos, diminuir a rotatividade e formar pessoas capazes de replicar o novo modelo de negócios estabelecido para o atacado. O trabalho começou pela capacitação dos líderes para, por meio deles, impacatar os demais contratados.

Naquele mesmo ano de 2012, o Assaí criou diversas iniciativas de qualificação. Uma delas foi uma universidade corporativa com mais de 300 cursos para diferentes cargos e áreas de atuação dos funcionários. A rede de atacarejo também incentivou seus colaboradores a buscar o ensino superior, por meio de parcerias com universidades de todo o Brasil.

“Nosso crescimento precisa significar o crescimento das pessoas. Por isso criamos o Processo de Seleção Interna, o Prosin. Em vez de procurar profissionais de fora, preparamos os talentos e damos a eles a oportunidade de assumir novas posições”, afirma Sandra Vicari.

Mais benefícios

Outro ponto importante foi a revisão do pacote de benefícios, que hoje agrega convênio médico e odontológico, auxílio de custo para mães com filhos de até 3 anos de idade, licença-maternidade estendida de seis meses e programas de reconhecimento por quesitos como tempo de casa, assiduidade e desempenho.

Com todos esses esforços nos últimos anos, a bandeira que mais cresce nas operações do GPA reduziu a rotatividade entre novos contratados para índices de 8% a 10% ao ano, dentro da média de mercado. O grau de engajamento subiu para 80%. Hoje,  95% dos cerca de 37 mil empregados respondem à pesquisa de clima organizacional – em 2014 eram apenas 62%. E agora, mais de 50% da equipe tem entre um e cinco anos de casa. “O colaborador engajado, envolvido, entrega resultados melhores para nosso cliente”, resume a diretora de gestão de gente do Assaí.

Fonte: S.A. Varejo