Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » 5 estratégias que têm feito o GPA crescer a cada trimestre

5 estratégias que têm feito o GPA crescer a cada trimestre

O GPA, um dos maiores grupos supermercadistas do País, conseguiu reportar, mais uma vez, resultados positivos. Conforme já publicamos, o grupo conseguiu reverter o prejuízo do terceiro trimestre de 2016 em lucro no terceiro trimestre deste ano, saindo de um rombo de R$ 119 milhões para um lucro de R$ 32 milhões.

Mas o que tem feito a companhia crescer tanto? Para entender esse processo, a NOVAREJO levantou as últimas ações da empresa que têm contribuído de forma assertiva para o crescimento dela acima da média do segmento supermercadista.

Para este ano, o GPA segue o guidance de ganhos de market share ,tanto no Multivarejo como no Assaí; de manter a margem Ebtida ao redor de 5,5% para o varejo alimentar; Capex de aproximadamente de R$ 1,2 bilhão; e segue como meta uma captura de mais de US$ 50 milhões em sinergias na América Latina

1. Foco na estratégia

Pode ter passado despercebido, mas desde o ano passado a companhia está com foco no varejo alimentar. Isso porque a empresa percebeu que é um grande problema lidar com outro segmento dentro da mesma base. Não à toa colocou a Via Varejo, que detém as marcas Casas Bahia e Pontofrio, à venda. É que desde sempre o core da empresa, o varejo alimentar, é o que mais gera receita. Do outro lado, o varejo de eletroeletrônicos e móveis vinha dando problemas e prejuízos.

De acordo com a companhia, o foco no segmento alimentar está no cerne da estratégia. Os investimentos nos formatos de maior retorno, como o Assaí e Pão de Açúcar, e a intensificação das reformas de lojas seguem no escopo. Focar no core da empresa é a grande lição dada pela empresa.

2. Inovação dentro do core

Focar no varejo alimentar não restringe à companhia de inovar. Ao contrário, ao saber exatamente o que ela quer ser, a companhia consegue traçar estratégias melhores e inovar dentro daquilo que ela já conhece. Não á toa a empresa foi uma das primeiras no País a criar novos formatos, como os mercados de vizinhança, com as bandeiras Minuto Pão de Açúcar e Minimercado Extra.

3. Observar o mercado

A empresa também dá uma grande lição de observação de mercado. Ao contrário de muitas redes, que recuaram seus investimentos devido à crise, o GPA olhou para uma oportunidade e injetou mais recursos na bandeira de atacarejo Assaí. A companhia observou a mudança de comportamento do consumidor e garantiu uma boa fatia desse mercado.

E os resultados vieram rápido. De todas as bandeiras do grupo, o Assaí é o que mais se destaca. A receita líquida do Assaí totalizou R$ 4,7 bilhões no terceiro trimestre, com evolução de 25,2% na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. No conceito ‘mesmas lojas’, o Assaí atingiu um crescimento de 7,7%. Hoje, o Assaí representa 43% da receita da companhia.

4. Otimização do Portfólio

Tendo em vista a performance das bandeiras, o GPA está continuamente olhando para o seu portfólio e fazendo mudanças, tendo em vista receptividade do consumidor e, claro, rentabilidade. Agora, a companhia está com foco nas conversões das unidades de hipermercado Extra em Assaí. E não deve mudar tão cedo essa estratégia. A conversão de 15 unidades e a inauguração de outras cinco novas lojas da bandeira de atacarejo está nas prioridades da companhia.

5. Digitalização

A empresa lançou neste ano o aplicativo Meu Desconto. Com ele, a base de clientes de seus programas de fidelidade “Clube Extra” e “Pão de Açúcar Mais” poderão contar com promoções exclusivas e personalizadas – uma sacada em tempos de digitalização.

No terceiro trimestre, o aplicativo atingiu mais de 3 milhões de downloads dos quais mais de 1 milhão foram novos clientes fidelizados. A iniciativa já atinge cerca de 20% dos clientes no Extra e mais de 25% no Pão de Açúcar.

Fonte: Novarejo

Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook