Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Cinco lições para aprender com a Walgreens em tempos de pandemia

Cinco lições para aprender com a Walgreens em tempos de pandemia

Desde o início da pandemia da Covid-19, a Walgreens assumiu a tarefa de aliada da comunidade e do consumidor como prestadora de serviços essenciais de saúde em suas 9.200 lojas nos Estados Unidos. E cinco estratégias podem ser consideradas inspiradoras para o varejo farmacêutico brasileiro. x

1 – Agilidade na entrega

Entre os recursos adicionais de atendimento ao cliente, a rede oferece frete grátis, compras aceleradas e uma opção de drive thru com retirada na calçada. “Por meio de uma parceria com o aplicativo de entrega Postmates, aprendemos mais sobre a demanda por nossos produtos de varejo. Todos os investimentos que implantamos com essa proposta permanecerão indefinidamente”, afirma Patrick McLean, vice-presidente sênior e diretor de marketing da Walgreens.

2 – Filantropia

No dia 21 de maio ocorreu a sexta campanha do Red Nose Day, dia de arrecadação de fundos para erradicar a pobreza infantil liderada pela Comic Relief, com apoio de um consórcio de empresas. A Walgreens aproveitou a comoção gerada pela pandemia para estimular as doações online. Resultado: arrecadação de US$ 32 milhões.

3 – Desconto para colaboradores

Outra iniciativa foi a criação do Frontline Hero Discount Day, que ofereceu, no dia 25 de abril, um desconto especial de 30% para os funcionários que atuam na linha de frente no combate à pandemia.  

4 – Educação infantil

A Walgreens também colaborou com a AT&T e a Sesame Workshop, organização responsável pela produção de programas educativos como o Vila Sésamo. Com essa parceria, viabilizou uma iniciativa em resposta à incerteza que crianças e famílias enfrentam com o novo coronavírus. No portal sesamestreet.org, são fornecidos recursos para ajudar os pais a confortar os filhos e gerenciar a ansiedade, além de permanecerem mental e fisicamente saudáveis. Já o programa WE Teachers, também financiado pela Walgreens, oferece treinamento aos professores de todo o país para lidar com esse momento.

5 – Trabalho com saúde mental

A rede também concluiu sua primeira fase de treinamento farmacêutico em primeiros-socorros em saúde mental, administrada pelo Conselho Nacional de Saúde Comportamental e credenciada pelo Conselho de Credenciamento para Educação em Farmácia. Os farmacêuticos estão sendo ensinados a entender os fatores de risco e sinais de alerta para problemas de saúde mental e dependência e estratégias de como ajudar em situações de crise e não-crise.

Fonte: Panorama Farmacêutico