Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Doces de Páscoa rendem até 120% do dinheiro aplicado

Doces de Páscoa rendem até 120% do dinheiro aplicado

Faltando menos de dois meses para Páscoa, a procura por cursos de ovos ou produtos relacionados a esta época do ano tem aumentado. Principalmente por parte de novos empreendedores ou por quem busca uma renda extra no período. Quando o assunto está relacionado a itens que envolvam chocolates, os retornos chegam a 120% em relação ao valor investido.
A loja de decoração e enfeites Mil Ideias, por exemplo, está com as inscrições abertas para cursos que começam após o Carnaval. A grande aposta é na aula que ensina a produção de ovo de colher. Também é possível aprender a fazer ovos de páscoa ao leite, trufado, crocante, branco e preto e decorado. Além dos ovos, cursos de decoração, como scrap festa e scrapbook, que ensinam como montar uma mesa para a Páscoa, ou como criar um álbum de memórias, também têm boa procura.
Procura por aulas cresce
As aulas que envolvem chocolates, como trufas, brigadeiro gourmet e brownie também têm aumento na procura neste período que antecede a Páscoa. “Neste período estes cursos aumentam a procura em 50% em relação a outras datas”, informa a proprietária da Mil Ideias, Arady Aguiar. Para ela, vivemos uma vida temática e estas datas acabam sendo aproveitadas, principalmente, pelo comércio.
Desde o Natal, Arady tem percebido a elevação na demanda pelos cursos. Tanto por pessoas que querem fazer para consumo próprio – que economizam em relação a ter que comprar prontos – ou mesmo para quem quer fazer para vender buscando uma fonte de renda. “Estou otimista e com as lojas cheias de novidades”, conta. Apesar da empolgação, a expectativa é aumentar o faturamento apenas em relação a inflação. “As pessoas estão administrando melhor os gastos e fazendo compras mais conscientes”, explica.
Baixo investimento
Um dos fatores que atrai muitas pessoas para os cursos voltados para gastronomia é o retorno rápido e certo do investimento. Nos produtos voltados para páscoa, o lucro gira entre 100% e 120%. De acordo com a gerente do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac-CE), Caroline Alves, o investimento não é muito alto e o retorno é bem significativo. A procura, desde o início do ano, nas unidades do Senac, está grande e cresceu entre 10% e 15%, quando comparada com janeiro de 2015.
“A crise é efetiva e as pessoas sempre buscam cursos para melhorarem nas suas funções ou aumentarem a renda”, analisa Caroline. A gerente diz que na gastronomia tem sentido uma procura muito grande por aulas mais rápidas, entre 20 e 60 horas, tanto na parte de doces como salgados. “Pessoal quer aproveitar épocas festivas e ter uma renda alternativa”, afirma. Caroline acredita que esta será a Páscoa dos mimos e lembrancinhas, pois as pessoas estão se contendo mais financeiramente. A aposta é que os chocolates caseiros e as trufas vendam bem, ao lado de ovos recheados com frutas.
Mix de produtos
A doceira Lais Gondim, 30, está estreando na produção de ovos de páscoa. “Resolvi fazer porque neste período as pessoas procuram mesmo por ovos. No ano passado não aderi e as vendas não foram tão boas”, relembra. Formada em design de moda, nunca atuou na área e há dois anos começou a fazer doces e levar para os colegas da academia de ginástica experimentar.
Após a excelente aceitação, há um ano resolveu produzir para vender por conta da crise econômica, com incentivo do irmão. No dia a dia, ela vende brownie, que vão de R$ 1,50 a R$ 5, e trufas, em média R$ 2. Todas as receitas, que incluem 10 sabores para as duas opções, são autorais. Consegue tirar em torno de R$ 500 por mês, cerca do dobro que aplica no negócio.
Este ano resolveu investir na páscoa e entre o curso e materiais próprios para a data já empregou cerca de R$ 500, sem contar a matéria-prima principal, o chocolate.
“Quero ter uma noção melhor dos ovos diferenciados em relação aos que são ofertados no supermercado”, diz, afirmando apostar na venda dos ovos de colher. Lais espera vender entre 30 e 40 ovos este ano. E vai divulgá-los por meio das mídias sociais. Em um ano de trabalho tem 20 clientes fixos que compram para consumo do dia a dia, e, muitos deles, para festas e ocasiões especiais.
Mais informações:
Confira os contatos:
Mabelle Doces – (85) 99248-8771
Mil Ideias – (85) 3264-1280
Senac-CE – (85) 3270-5400

Diário do Nordeste on-line – CE