Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » Rede argentina Havanna prepara-se para abrir primeiras lojas no Rio de Janeiro

Rede argentina Havanna prepara-se para abrir primeiras lojas no Rio de Janeiro

Agência O Globo
Publicação: 17/10/2014 14:46 Atualização:

Associada ao charme de Buenos Aires e sinônimo de alfajor, a rede argentina Havanna prepara-se para abrir suas primeiras unidades no Rio de Janeiro. Estão em negociação seis pontos em shoppings centers e aeroporto, que devem iniciar atividades em dezembro, oferecendo, além dos alfajores, café, panetones e doce de leite.

É a segunda ofensiva dos argentinos no mercado brasileiro, desta vez por meio do sistema de franquias. Desde 2006, a empresa já abriu cafés e quiosques em São Paulo e Curitiba, com 28 lojas próprias.

“A expansão começa pelo Rio de Janeiro, depois vai para o interior de São Paulo e para a Região Centro-Oeste”, diz Conceição Cunha, diretora da Havanna no Brasil.

Os alfajores oferecidos continuarão sendo importados da fábrica de Mar Del Plata, balneário a 400 quilômetros de Buenos Aires, onde a marca nasceu em 1948. Alguns produtos já são made in Brazil, como o panetone com doce de leite e o ovo de Páscoa.

A marca vem sobrevivendo aos altos e baixos da economia argentina. Em 1998, foi comprada por US$ 85 milhões pelo fundo de investimentos Exxel Group. Em novembro de 2003, deficitária, a empresa foi adquirida pelo fundo de investimentos Desarollo y Gestión, que saneou as dívidas e começou a expandir sua linha de produtos e rede de lojas, quiosques e cafés.

O coordenador do Centro de Pesquisa em Estratégia do Insper, Luiz Fernando Turatti, observa que as ofensivas dos argentinos no mercado brasileiro coincidem com anos de aprofundamento das crises no país vizinho, 2006 e 2014.

“O desafio da empresa será transformar um produto típico de um país, identificado pelo brasileiro como presente, em hábito de consumo.” Segundo Conceição, a expectativa é chegar a 320 franqueados em cinco anos.

Diário de Pernambuco on-line – PE