Twitter Facebook Linkedin
Home » Notícias » 152 startups que estão mudando o varejo no mundo

152 startups que estão mudando o varejo no mundo

Como qualquer mercado, o varejo possui barreiras a serem enfrentadas. Soluções são inventadas todos os dias para melhorar o relacionamento com clientes, facilitar a logística de entregas e estoque, fazer pesquisa entre os concorrentes e manter-se competitivo.

Para atingir esses objetivos, startups investem em tecnologias como internet das coisas, inteligência artificial e realidade virtual. Hoje, trazemos a lista de mais de 150 startups que trazem inovações, compiladas pela CBInsights.

As startups estão divididas nas seguintes categorias:

Realidade Virtual – startups que usam essa tecnologia em suas soluções. A InContext Solutions é um exemplo: utiliza a realidade virtual para simular vitrines e novos designs em lojas de gigantes como Walmart e Nestle. Já a Augment utiliza essa ferramenta para simular quiosques e displays de marketing para emresas como L’Oreal e Coca-Cola.

Fidelização do Cliente – são as startups que trazem programas de fidelidade e brindes para os consumidores. A Dealyze instala tablets nos caixas para os consumidores aderirem ao programa de fidelidade na hora do pagamento. Já a LevelUp facilita o próprio processo de compra ao possibilitar que clientes paguem as compras pelo smartphone e ainda ganhem brindes com isso.

Displays Interativos – empresas que trazem displays para exibição de propagandas digitais. A Ksubaka traz o “playSpot”, que traz propaganda gamificada em tablets. A marca já trabalhou com a Coca-Cola, Nescafe e Colgate em lojas da Asia.

Provador Tecnológico – startups que levam a tecnologia para provadores. A Oak Labs criou um espelho touchscreen no qual os consumidores podem pedir novos itens, alterar a luz do ambiente e sugestões de uso das peças. A integração chega até a contas online dos próprios clientes, que podem salvar as peças provadas que tiveram maior interesse.

Guest Wi-fi – startups que possibilitam a análise de consumo dos clientes através de conexão wi-fi. A Cloud4Wifi possui esse wi-fi “analítico” e já trabalhou com a Bulgari, Armani e Prada.

Bots & Chatbots – empresas que usam robôs dentro e fora das lojas. Fellow Robots e Simbe Robotics são exemplos de empresas que trazem robôs para atuarem dentro das lojas para guiarem clientes, conferir estoque, entre outros. Já a Satisfi utiliza um aplicativo para celular com inteligência artificial para sanar as dúvidas dos clientes.

Financiamento – empresas que trazem as condições de pagamento (como parcelamento e crédito) para os consumidores enquanto ainda estão comprando na loja. A Blispay é um exemplo que permite os usuários terem acesso à essa informação no próprio celular.

Gerenciamento de estoque – startups que ajudam a monitorar o estoque e otimizar a análise de merchandising.

Marketing de localização – companhias que trazem mecanismos para análise de dados por localização. A Estimote instala beacons para enviar notificações com mensagens (como promoções) para consumidores que estão perto dos estabelecimentos, por exemplo.

Música – empresas que ajudam na escolha das playlists de estabelecimentos.

Análise omnichannel – empresas que avaliam a interação de consumidores na loja virtual e física das marcas, para mensurar o engajamento e experiência.

Logística de embalagem – startups que adicionam etiquetas ou marcas em produtos, trazendo mais informações aos compradores. A Label Insight é um exemplo: a empresa gera QR codes nos quais os consumidores podem escanear e ver informações nutricionais.

Pop-ups e quiosques – empresas que criam novos designs para os quiosques convencionais, por exemplo, e outros agentes do comércio físico.

Carrinho de compras tecnológico – empresas que utilizam tecnologia para facilitar a compra dos consumidores. A Focal System adiciona tablets aos carrinhos, usando machine vision para monitorar as estantes enquanto o cliente passeia pela loja.

Avaliações – companhias que trazem estratégias de avaliação de serviço. A TruRating e Wyzzer solicitam avaliações quando os clientes estão saindo da loja. A FlexReceipts e Ecrebo trazem ofertas personalizadas para consumidores que avaliam os estabelecimentos.

Monitoramento de estantes – empresas que permitem que lojistas avaliem seus produtos e resultados de venda em outros estabelecimentos. Algumas empresas trazem câmeras e inteligência artificial para realizar esse trabalho.

Gerenciamento de lojas – empresas que ajudam no gerenciamento das lojas. Oferecem uma ferramenta capaz de realizar diversas atividades, como processamento de pagamentos, gestão de funcionários, entre outros.

Ferramentas de comunicação – startups que trazem ferramentas para comunicação entre equipes e também com os consumidores.

Fonte: Startse

Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook